ClickCease

Coreia do Sul registra recorde de novos casos de Covid-19 em um só dia desde o início da pandemia | Coronavírus

Atualizados

- Publicidade -

Autoridades sanitárias da Coreia do Sul registraram nesta quinta-feira (8) (noite de quarta em Brasília) maior número de novos casos de Covid-19 no país em um só dia: foram 1.275 registros novos de coronavírus nas últimas 24 horas.

O primeiro-ministro Kim Boo-kyum alertou para uma quarta onda da pandemia no país, que vinha controlando bem o vírus com medidas rigorosas de isolamento e rastreamento. No entanto, a vacinação ainda patina: o percentual de pessoas completamente vacinadas na Coreia do Sul estava em cerca de 10%, segundo o site Our World In Data.

  • Os sintomas mais comuns da variante delta
  • Governo de SP confirma circulação da variante delta no estado

Veja 5 pontos sobre a variante delta
Veja 5 pontos sobre a variante delta

Veja 5 pontos sobre a variante delta

A preocupação neste momento, dizem as autoridades sul-coreanas, é com jovens entre 20 e 30 anos que ainda não tomaram a vacina. Há, ainda, uma vigilância reforçada contra a variante delta, considerada mais transmissível e que já chegou à Coreia do Sul.

Mesmo assim, com as políticas rigorosas de rastreamento, a Coreia do Sul registra números relativamente baixos para sua população de 51 milhões de habitantes: foram pouco mais de 2 mil mortes desde o início da pandemia.

A expectativa é que, com a nova alta de casos especialmente na capital Seul, a Coreia do Sul volte atrás na flexibilização e retome medidas de confinamento e distanciamento.

Tóquio-2020 pode não ter torcedores

Tóquio cancela revezamento da tocha nas ruas do Japão
Tóquio cancela revezamento da tocha nas ruas do Japão

Tóquio cancela revezamento da tocha nas ruas do Japão

O governo do Japão está estudando a possibilidade de proibir torcedores nas Olimpíadas, segundo um texto da agência Reuters desta quarta-feira (7). A prefeitura cancelou os eventos públicos de revezamento da tocha olímpica.

Espera-se que um estado de emergência seja decretado em Tóquio 16 dias antes do evento começar (a abertura está prevista para o dia 23).

O primeiro-ministro, Yoshihide Suga, disse que o governo vai tomar uma decisão na quinta-feira a respeito da presença de torcedores nos estádios.

Os especialistas médicos afirmam há semanas que fazer os jogos sem torcedores é a opção menos arriscada.

Os organizadores já proibiram a presença de torcedores de outros países. Além disso, também já tinham determinado que a presença máxima seria de metade da capacidade (ou seja, no máximo 10 mil pessoas).

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais Acessados

Please wait...