ClickCease

Covid-19: pessoas são flagradas ao recusarem vacina para escolher fabricante, no Paraná; especialistas repudiam recusa | Paraná

Atualizados

- Publicidade -

A vacinação contra a Covid-19 no Paraná mobilizou equipes em diversas cidades, neste sábado (26). Em Curitiba, imagens gravadas em locais de imunização flagraram pessoas recusando imunizantes após perguntar qual era o fabricante.

Em um dos flagrantes, um homem perguntou aos profissionais da aplicação qual é a marca da vacina que está sendo aplicada. A atendente respondeu “Coronavac”. O paciente disse: “Vixe”. Assista ao vídeo acima.

A capital começou a vacinar, neste sábado, pessoas com 47 anos, nascidas no primeiro semestre. Em Guarapuava, na região central, a imunização foi retomada neste sábado por idade e para grupos prioritários.

Em Cascavel, no oeste, 4,8 mil doses destinadas ao grupo com mais de quarenta anos acabaram em apenas duas horas e meia de aplicação.

Autoridades em saúde reforçam que todas as vacinas disponíveis são eficientes para diminuir o risco de casos graves e mortes por coronavírus.

Covid-19: pacientes são flagrados ao recusarem doses para escolher fabricante, em Curitiba — Foto: Reprodução/RPC

Em outro ponto de vacinação da capital, neste sábado, um vídeo mostra outro paciente manifestando recusa pelo fabricante da vacina. Leia a transcrição:

  • Atendente: “Só Coronavac”.
  • Paciente: “Em todos os postos ou só aqui?”
  • Atendente responde.
  • Paciente: “Então, tá bom. Vou tomar em outro lugar”.

Vacinação contra o coronavírus foi retomada em várias cidades do Paraná
Vacinação contra o coronavírus foi retomada em várias cidades do Paraná

Vacinação contra o coronavírus foi retomada em várias cidades do Paraná

Outros pacientes, que compareceram aos locais de imunização, ansiosos, para tomar a vacina e acompanharam o caso de pessoas recusando os imunizantes, criticaram a atitude.

“Não é necessário fazer isso. Todas são aprovadas. Você pode tomar qualquer uma que eu tenho certeza que você vai ter a imunidade. O importante é tomar a vacina”, disse Carlos Alexandre Teixeira, recepcionista de hotel.

Em Maringá, no norte do estado, funcionários de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) colaram um cartaz com um alerta da importância de não “escolher” o fabricante da vacina.

A mensagem diz: “Enquanto você escolhe a marca da vacina, o vírus pode escolher você. Vacine-se já! A melhor vacina é a que está disponível”.

Em Maringá, cartaz em UBS alerta sobre importância de não escolher fabricante da vacina contra a Covid-19 — Foto: Reprodução/RPC

Alcides de Oliveira, diretor do Centro de Epidemiologia da Secretaria de Saúde de Curitiba destacou que “as vacinas do Brasil foram aprovadas pela Anvisa, são seguras, eficazes e, com isso, faz com que diminua a internação e as mortes pela Covid-19”.

A presidente da Sociedade Brasileira de Imunização, Heloisa Ihle, comentou que a eficácia geral das vacinas é “contra todas as formas de coronavírus” e que o importante é que todas elas previnem contra formas graves da doença, independentemente do fabricante.

“A principal arma é, realmente, a vacina. A melhor vacina é aquela que é aplicada no nosso braço”, concluiu a especialista.

Especialistas do Paraná alertam sobre a eficácia das vacinas contra a Covid-19 — Foto: Reprodução/RPC

Assista aos vídeos mais acessados do G1 PR

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

- Publicidade -

Mais Acessados