Quando um neto pode receber a pensão por morte dos avós? Confira

0
514
- Publicidade -

Imagem: Reprodução/Google


A Previdência Social libera o benefício de pensão por morte quando alguém morre e deixa um familiar em estado de dependência. Assim, o mais comum é que o cônjuge receba a quantia após a morte do cônjuge ou esposa, no entanto, algumas pessoas ainda se perguntam se um neto pode receber pensão por morte.

Neste caso, embora mais raro, será necessário provar um vínculo de dependência financeira entre o avô ou a avó e o neto. O que significa que os avós precisam ser os cuidadores exclusivos da criança ou do adolescente.

A Pensão por Morte é para Dependentes

Em primeiro lugar, é preciso entender que a Previdência Social tem um critério de separação entre classes de dependentes. Isso porque cônjuges, filhos de até 21 anos ou filhos que têm incapacidade permanente para o trabalho são dependentes sem a necessidade de comprovação. Mesmo no caso dos cônjuges, não é necessário que o casal tenha algum documento de união estável em um documento.

No entanto, pais, irmãos de até 21 anos ou que têm incapacidade permanente para o trabalho, e enteados responsáveis também podem ser dependentes. Mas, nesses casos, será necessário comprovar a dependência econômica por meio de documentação específica.

Da mesma forma, os netos são considerados dependentes quando há provas de que o avô ou avó era o tutor ou tinha a guarda. Portanto, a prova que comprova a tutela ou guarda servirá como documentação que compromisse a dependência econômica.

Quem tem prioridade na Pensão por Morte

Por fim, vale ressaltar que às vezes alguém morre e deixa vários dependentes, o que implica a escolha da Previdência Social pelo dependente prioritário. Por exemplo, cônjuges e filhos têm maior prioridade na linha de dependência econômica, mas pode-se agraciar o neto mesmo que os filhos ainda estejam vivos. Afinal, se as crianças têm mais de 21 anos, enquanto o neto é tutorado pelo avô falecido, será o neto que deve receber, então a previdência social analisará cada um dos casos em sua especificidade.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui