quem tem direito e como solicitar?

0
249
- Publicidade -

Imagem: Reprodução/Google

Algumas pessoas estão curiosas com o anúncio de que a Caixa Econômica Federal teria um novo programa de empréstimos voltado para um grupo específico no valor máximo de R$ 3.000.

Muitas pessoas querem saber se fazem parte do grupo que é capaz de tomar essa linha de crédito e se as taxas de juros e parcelamentos são acessíveis, já que contratar um empréstimo no Brasil é algo que deve ser feito com muita responsabilidade, pois em muitos casos esses são os grandes problemas que acabam afundando a vida financeira de uma pessoa.



Em seguida, a Caixa Econômica Federal criou o Sim Digital, linha de crédito digital no valor de até R$ 3.000, concedida a pessoas que possuem microempresa. Além de ser apenas através do crédito digital, as taxas e juros para quem contrata serão muito baixos, para não atrapalhar a renda, já que a ideia por trás desse empréstimo é ajudar as pequenas empresas a crescer. Afinal, R$ 3 mil podem parecer pouco quando falamos de empresa, mas é um valor muito útil quando você está começando.

O programa Digital Sim do governo entrará em vigor a partir de 28 de março e incluirá todos os proprietários de microempresas, oferecendo juros que variam de 1,99% ao mês e parcelas que podem se estender até 24 vezes.



Vale lembrar também que as pessoas físicas também poderão receber um empréstimo, mas sem MEI as regras acabam mudando um pouco. Por exemplo, em vez de conseguir levar R$ 3.000 em crédito digital, as pessoas físicas poderão levar até R$ 1.000. No entanto, as taxas serão ainda menores, a partir de 1,95%, e também podem ser parcelada em até 24 vezes.

As pessoas que querem o empréstimo ainda podem obtê-lo mesmo que tenham o nome negativo. Isso porque o governo entende que a maioria das pessoas negativas precisam de um incentivo financeiro agora. E as taxas de juros são baixas o suficiente para não comprometer a renda de quem quer o empréstimo de R$ 1 mil.

E mesmo que seja crédito digital, pessoas físicas ou negativas podem tirar proveito do valor. Isso porque, para pessoas físicas, o dinheiro pode ser contratado através da Caixa Tem. Dessa forma, a pessoa pode usar o valor pelo próprio aplicativo, o que permite o pagamento de contas, boletos e até mesmo o uso da função PIX.

No entanto, vale lembrar que isso se encaixa apenas para os indivíduos. As pessoas jurídicas ainda precisarão ir a uma agência da Caixa Econômica Federal para poder pegar emprestado. No entanto, o Governo disse que em breve eles serão capazes de fazê-lo para o privado também.

- Publicidade -

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui